Descendentes de Frutuoso da Costa Pereira

Info. Históricas


1521. Capitão Paulo Cunha de Azevedo

Publicado no Diário da Câmara dos Deputados em 30/10/2008.

BILAC PINTO (PR - MG. Pronuncia o seguinte discurso.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, neste mês de outubro Santa Rita do Sapucaí, no Estado de Minas Gerais, perdeu um grande homem público, o Capitão Paulo Cunha Azevedo. O Capitão participou da Força Expedicionária Brasileira - FEB como tenente no teatro de lutas da Itália durante a 2® Guerra Mundial, e foi condecorado com a Cruz de Combate pelo Exército Brasileiro e com medalha de Bronze Star pelo Exército Americano por sua bravura e sua coragem, ato que também lhe rendeu homenagem pela população de Santa Rita do Sapucaí em novembro de 1945, tendo lançado também a pedra fundamental do Monumento aos Pracinhas naquele mês.
O Capitão Paulo Azevedo, filho de D. Palmira e Olavo Marques de Azevedo, falecidos, marcou a vida pública de Santa Rita do Sapucaí. Diretor de escola e professor dedicado levou conhecimento à população jovem daquele Município. Registrou sua história na Escola Estadual Sinhá Moreira, onde alunos e professores respeitavam e admiravam sua conduta. Em 1973 iniciou-se na política, tendo sido eleito Prefeito Municipal de Santa Rita do Sapucaí. Num período difícil, marcado pela ditadura militar, conseguiu a união dos 2 grandes partidos, ARENA e MDB, formando um bloco importantíssimo para a política santa-ritense.
Sua gestão foi marcada por obras e realizações importantes. Muito me emociona, Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, lembrar que no ano de 2005, nas comemorações dos 50 anos do término da 2® Guerra, ele foi um dos homenageados no evento Memórias de Guerra, promovido pela Prefeitura Municipal, pelo Tiro de Guerra 04-040 e também pela SSVP.
Nascido em Santa Rita do Sapucaí, ouvia e cantava a canção do expedicionário: "Por mais terras que eu percorra, não permita Deus que eu morra sem que volte para lá". Assim que seu sonho foi realizado, voltou para sua terra natal, e lutou para que Santa Rita do Sapucaí saísse do anonimato e se tornasse uma cidade regionalmente importante para o desenvolvimento de Minas Gerais e do Brasil.
É nesse sentido, Sras. e Srs. Deputados, que presto esta homenagem a um homem que dedicou sua vida ao amor, que lutou com patriotismo pelo Brasil e por Santa Rita do Sapucaí.


Dr. Décio Guerzoni

Dr. Décio foi oficial do e Exército na II Guerra Mundial, advogado, Delegado de Polícia em Santa Rita do Sapucaí, Caxambu e Pouso Alegre, até sua aposentadoria. Quando estava no exercício de Delegado recebeu o Título de Cidadão Honorário em Pouso Alegre. Durante sua gestão frente a Delegacia,trouxe à primeira Delegacia Regional do Sul de Minas para Pouso Alegre, que abrangia todas as cidades da Região.Foi Corregedor da Secretaria da Administração do Estado de Minas Gerais no governo de Israel Pinheiro quando Dr Francisco Bilac Pinto era o Secretário. Foi Auxiliar do Prefeito de Pouso Alegre na administração do então Prefeito, Simão Pedro Toledo. Seu sepultamento foi em Pouso Alegre mesmo, onde viveu os últimos anos de sua vida. Era viúvo de Myrthes de Azevedo Moreira Guerzoni e deixa os filhos: Dr Humberto Antônio Moreira Guerzoni, renomado dentista em Belo Horizonte, Dr Hélcio Moreira Guerzoni, médico em Pouso Alegre e Ana Maria Moreira Guerzoni, advogada em Pouso Alegre. Os amigos e parentes compareceram para lhe prestar a última homenagem.