Descendentes de Antônio José Rosa

Info. Históricas


6022. Filadelfo Borges de Lima

FILADELFO BORGES DE LIMA, Goiano, de Jataí, 31.07.l944, autor de diversos textos, destacando-se os livros "OS CORONÉIS DA POLÍTICA"(1982), "CESAR BASTOS-VIDA E OBRA"(1985), "CARTAS NA MESA", "FOLHAS ESPARSAS"(1980), "MAÇONS & MAÇONARIA"(1996), “JATAÍ DO MEU TEMPO”(1998), “VEREDAS RIOVERDENSES”(CRONICAS-2000), “PREFEITOS RIOVERDENSES-DE MARTINS BORGES A NELCI SPADONI”(2000), “PREFEITOS DE JATAI-DE CARLOS RAIMUNDO A HUMBERTO MACHADO”(2001), “JATAI MINHA PAIXÃO”(2001), “CRONICAS DA COLMEIA”(2006).
Filho de Joaquim Borges de Oliveira e Maria Clara de Oliveira. Estudou no Instituto Samuel Graham e na Escola Santo Agostinho, em Jataí. Em Alto Araguaia, Mato Grosso, estudou no Ginásio Padre Carletti. No Colégio Estadual Martins Borges, de Rio Verde, terminou o colegial. Fez Letras, na Faculdade de Filosofia de Rio Verde.
Funcionário Público Estadual, vinculado ao Fisco do Estado de Goiás, onde se aposentou. Escritor, Ensaísta, Pesquisador. Jornalista, Memorialista, Historiador. Produtor Cultural, Contista, Cronista. Ficcionista, Intelectual, Pensador. Ativista, Literato, Educador. Conferencista, Orador, Poeta.
Incluído nos livros ESTUDOS LITERÁRIOS DE AUTORES GOIANOS e ESCRITORES DE GOIÁS, de Mário Ribeiro Martins. Membro da União Brasileira de Escritores de Goiás, da Associação Goiana de Imprensa, além de diferentes entidades sociais, culturais e de classe, inclusive Conselho Municipal de Cultura, de Rio Verde.
Presente na ESTANTE DO ESCRITOR GOIANO, do Serviço Social do Comércio e na antologia ASSIM É JATAI, do escritor médico Hugo Ayaviri Amurrio, bem como em RIO VERDE- APONTAMENTOS PARA A SUA HISTÓRIA, de Oscar Cunha Neto.
Presidente da Academia Rio-Verdense de Letras, Artes e Ofícios. Biografado no DICIONÁRIO BIOBIBLIOGRÁFICO DE GOIÁS, de Mário Ribeiro Martins, MASTER, Rio de Janeiro, 1999, bem como no DICIONARIO DO ESCRITOR GOIANO(2006), de José Mendonça Teles. Foi Presidente da Fundação Municipal de Cultura de Rio Verde. Radialista da Radio Difusora de Jataí. Repórter do Diário do Oeste. Grau 30 da maçonaria. Vinculado à Loja Estrela Rioverdense.
Apesar de sua importância, não é suficientemente estudado na ENCICLOPÉDIA DE LITERATURA BRASILEIRA, de Afrânio Coutinho e J. Galante, edição do MEC, 1990, com revisão de Graça Coutinho e Rita Moutinho, em 2001 ou DICIONÁRIO HISTÓRICO-BIOGRÁFICO BRASILEIRO(2001, 5 volumes, 6.211 páginas), da Fundação Getúlio Vargas e nem é convenientemente referido, em nenhuma das enciclopédias nacionais, Delta, Barsa, Larousse, Mirador, Abril, Koogan/Houaiss, Larousse Cultural, etc.
No Instituto Histórico e Geográfico de Goiás está no quadro de SÓCIOS CORRESPONDENTES(Revista 18, 2004).
É verbete do DICIONÁRIO BIOBIBLIOGRÁFICO REGIONAL DO BRASIL, de Mário Ribeiro Martins, via INTERNET, dentro de ENSAIO, no site www.usinadeletras.com.br, de onde retiramos estas informações.